Você esta aqui

Goiânia Mostra Curtas tem inscrições abertas para atividades de formação

A 17ª da Goiânia Mostra Curtas, que acontece entre os dias 3 e 8 de outubro, está com inscrições abertas para as oficinas gratuitas de formação até o dia 15 de setembro. O conteúdo inclui qualificação para profissionais e interessados em atuar com assistência de direção, direção para cinema e série de TV, documentário e cinema e meio ambiente.

Os cursos serão ministrados por profissionais do audiovisual com reconhecimento em âmbitos nacional e internacional, como a diretora e roteirista Marcela Lordy, o diretor e roteirista Fernando Coimbra, o cineasta e indigenista Vincent Carelli e a produtora audiovisual e cultural Ariene Ferreira. Os conteúdos abrangem reflexões teórico-práticas e serão compartilhados no Centro Cultural da Universidade Federal de Goiás (CCUFG), Espaço Culturama e Hotel Papillon.

Programação das Oficinas

Entre os dias 4 a 6 de outubro, das 14h30 às 17h30, no Centro Cultural UFG, o diretor e roteirista Fernando Coimbra ministra a oficina Direção para cinema e série de TV. Os encontros, voltados para 25 estudantes de audiovisual, diretores, produtores e roteiristas de audiovisual, serão baseados na experiência de Coimbra em curtas e longas-metragens para cinema e de episódios de séries de TV, apresentando as diferenças e semelhanças no processos de produção desses três formatos e também do processo de produção no Brasil e no exterior.

A oficina Cinema invisível: assistência de direção será ministrada pela diretora e roteirista Marcela Lordy, também entre os dias 4 e 6 de outubro, das 14h30 às 17h30, no Espaço Culturama. São 25 vagas oferecidas a estudantes de cinema, profissionais da área e interessados em geral. O conteúdo aborda o dia-a-dia do departamento de direção, compreendendo a distribuição das funções e papéis do 1º, 2º e 3º assistentes de direção, bem como seus perfis, habilidades e competências e seu relacionamento com o diretor e outros membros da equipe.

O cineasta e indigenista Vincent Carelli ministra, de 6 a 8 de outubro, das 9h às 12h, no Centro Cultural UFG, a oficina Documentário: o cinema colaborativo como compromisso de vida, em que 25 interessados em cinema docu-mentário vão conhecer a trajetória do documentarista fundador do Vídeo nas Aldeias trinta anos atrás, destacando momentos importantes neste período e as dimensões de um cinema colaborativo com os índios.

Na oficina Cinema verde e meio ambiente (Saneago), oferecida no dia 7 de outubro, entre 9h e 13h15, no Hotel Papillon, a produtora audiovisual e cultural Ariene Ferreira vai difundir entre 25 estudantes e profissionais do audiovisual a necessidade e importância das práticas sustentáveis nas produções, desmistificando as dificuldades em implementar ações que possam gerar me-nos impacto ambiental. Os conteúdos serão intercalados com exercícios e prá-ticas que resultarão em um plano de ação que poderá ser aplicado nas produções audiovisuais dos participantes.

Para inscrições e mais informações, acesse o site da mostra.

 

Topo