Mostra 50 anos de 1968 inaugura o novo Cinearte Petrobrás

O Cinearte, tradicional cinema localizado no coração da Av. Paulista, no Conjunto Nacional, em São Paulo, a partir deste mês, incorpora a Petrobras em seu nome. Com o patrocínio, a programação das duas salas ganha dinamismo e especial atenção para a exibição de mostras, títulos da cinematografia brasileira e todas as representações do bom cinema.

A abertura para convidados será no dia 29, terça-feira, com Paraíso Perdido, de Monique Gardemberg. A partir da quarta-feira, dia 30, tem início a Mostra 50 Anos de 1968, com filmes que de alguma maneira mostram o espírito do movimento que mudou radicalmente o comportamento da sociedade no mundo todo. Um bate-papo com o jornalista e escritor Zuenir Ventura abre a mostra, às 19h, antes da exibição de Terra em Transe, de Glauber Rocha, às 20h30. Uma nova edição do livro de Zuenir, “O Ano que Não Terminou”, estará à venda no saguão do cinema.

Nos dias 31 de maio, 1 e 2 de junho, serão exibidos, respectivamente, os longas Acossado, de Jean-Luc Godard; A Primeira Noite de um Homem, de Mike Nichols; e No Intenso Agora, de João Moreira Salles. Com exceção do dia 30, os filmes da Mostra 50 Anos de 1968, serão exibidos sempre às 19h.

Os títulos da segunda semana serão divulgados na segunda-feira, dia 4, e apresentados nos dias 7, 8 e 9 de junho. As exibições da Mostra 50 Anos de 1968 terão entrada franca.

Fonte: Revista de Cinema

Topo