Você esta aqui

Rio de Janeiro recebe mostra de cinema argentino contemporâneo

Após o sucesso de sua primeira edição, realizada em abril de 2016, a mostra Histórias Extraordinárias: Cinema Argentino Contemporâneo volta à Caixa Cultural Rio de Janeiro, de 7 a 19 de novembro, trazendo uma seleção de 23 longas e curtas-metragens do país vizinho. O evento busca ampliar o olhar dos espectadores cariocas sobre uma das cinematografias mais fascinantes, diversas e reconhecidas internacionalmente.

Com curadoria de Natalia Christofoletti Barrenha, pesquisadora de cinema argentino, e Agustín Masaedo, programador do Buenos Aires Festival Internacional de Cine Independiente (BAFICI), a programação apresenta tanto obras premiadas em festivais argentinos e internacionais, quanto produções com sólidas passagens pelo circuito comercial de seu país. Apesar disso e do evidente interesse do público pela cinematografia argentina, tais filmes tiveram escassa ou nula visibilidade no Brasil (ainda que alguns estejam preparando seu lançamento comercial).

Entre os destaques selecionados, está o documentário As Lindas (2016), da estreante Melisa Liebenthal. Premiado na seção Bright Future do Festival de Rotterdam, o longa ainda não foi exibido no Brasil. Os cariocas poderão conferir também os vencedores da Competição Argentina das duas últimas edições do BAFICI: A Longa Noite de Francisco Sanctis (2016), dos também estreantes Andrea Testa e Francisco Márquez; e A Vendedora de Fósforos (2017), de Alejo Moguillansky, diretor e montador já consagrado, de trajetória prolífica e presença assídua nos principais festivais internacionais.

Novembro ainda marca o vigésimo aniversário da estreia e premiação do filme Pizza, Cerveja, Baseado (1997) no Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata, considerado o ponto de partida do chamado nuevo cine argentino. Assim, parte da mostra se dedica a celebrar esse momento fundacional da pungente produção cinematográfica daquele país. Duas décadas depois, o público brasileiro poderá se (re)encontrar com a ópera prima de Israel Adrián Caetano e Bruno Stagnaro, mergulhar na genealogia do nuevo cine com os curtas-metragens seminais de Histórias Breves I (1995), e descobrir, na selvagem loucura do documentário Bonanza (2001), de Ulises Rosell, que as rupturas desse “movimento” transcenderam o cinema de ficção.

A programação se completa com a exibição especial de um dos filmes mais aguardados dos últimos anos: Zama (2017), de Lucrecia Martel, inspirado na novela homônima de Antonio di Benedetto.

Como em sua primeira edição, as cineastas convidadas são alguns dos atrativos da mostra. Fruto da colaboração com o Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales (INCAA), a premiada diretora Milagros Mumenthaler estará presente na sessão de abertura conversando sobre seu tocante segundo filme, A Ideia de um Lago (2016).

Já a realizadora e atriz Ana Katz será uma das grandes protagonistas da mostra, que exibe quatro de seus longas-metragens – incluindo Minha Amiga do Parque (2015), ganhador do prêmio de Melhor Roteiro no Festival de Sundance – e a convida para um diálogo com a atriz Andréa Beltrão, com quem trabalhou em seu novo filme, Sueño Florianópolis, atualmente em pós-produção.

Além das cineastas, Histórias Extraordinárias receberá um dos mais influentes pensadores da cultura argentina atual: o escritor, professor e pesquisador Gonzalo Aguilar, que ministrará uma palestra sobre cinema argentino contemporâneo, no dia 18 de novembro (sábado), às 16h30. Também serão realizadas sessões comentadas com a pesquisadora e professora da PUC-Rio María Celina Ibazeta, a crítica e pesquisadora da UFRJ Camila Vieira, e a historiadora e professora da UFU Mônica Campo.

A sessão de abertura, o bate-papo com Ana Katz e Andréa Beltrão e a palestra com Gonzalo Aguilar têm entrada franca, com distribuição de senhas uma hora antes do início e emissão de certificado para a palestra.

No site www.cineargentino.com.br, está disponível a programação completa.

Mostra Histórias Extraodinárias: Cinema Argentino Contemporâneo
Data: 
7 a 19 de novembro
Local: Caixa Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 – Av. Almirante Barroso, 25 – Centro – Ri0 de Janeiro (Metrô e VLT: Estação Carioca) – (21) 3980-3815
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes Caixa pagam meia (A sessão de abertura, o bate-papo e a palestra com Gonzalo Aguilar são gratuitos).
Lotação: 80 lugares (mais dois para cadeirantes)
Bilheteria: terça-feira a domingo, das 13h às 20h
Acesso para pessoas com deficiência

Fonte: Revista de Cinema

Topo