Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília recebem a Mostra do Filme

Maior evento de cinema do Brasil, a Mostra do Filme Livre (MFL) chega a sua 17ª edição. Conhecida por evidenciar a produção independente – filmes feitos sem verbas públicas ou sem grandes patrocínios, e de viés mais autoral, é também pioneira na exibição de filmes de diferentes formatos, gêneros, durações e épocas. Em 2018, exibe 200 filmes de todo o Brasil. O homenageado desta edição será o crítico e cineasta paulistano Olívio Tavares de Araújo, com a exibição de quatro de seus filmes e debate nas 3 cidades. A mostra terá entrada gratuita e realizará, além de diversos debates, o curso Cinema e Memória com o pesquisador Hernani Heffner (MAM-RJ), nos 3 CCBBs. O evento acontece no Rio de Janeiro (21/03 a 15/04), São Paulo (22/03 a 16/04) e Brasília (24/04 a 20/05). A curadoria da mostra é formada por Gabriel Sanna, Diego Franco, Scheilla Franca e Guilherme Whitaker (Guiwhi).

Homenagem a Olívio Tavares de Araújo

A MFL homenageará o crítico e cineasta Olívio Tavares de Araújo com a entrega do troféu Filme Livre! e com exibições dos filmes  “Farnese” (1971), “Brennand e o Sentimento Trágico do Mundo” (1998), “O Olhar Triste” (1994-1995) e “Omissão de Socorro” (2001-2007).  Olívio realizou mais de trinta curtas-metragens, boa parte sobre o processo criativo de artistas plásticos brasileiros. Além de intensa atividade como crítico e ensaísta convidado de vários jornais e revistas, no Brasil e no Exterior, tem atuado como curador de mostras de arte, entre elas duas sobre o pintor Alfredo Volpi. É autor de Imitação, Realidade e Mimese (Imprensa da UFMG, 1963), Thomaz (Grifo, 1980), Volpi: a Construção da Catedral (MAM-SP, 1981) e Dois Estudos sobre Volpi (Funarte, 1986). O realizador participará de debate sobre sua obra nas 3 cidades. (ver programação em www.mostralivre.com )

Curso Cinema e Memória

Todos os anos a MFL colabora com a formação de novos realizadores. Nesta edição, o pesquisador Hernani Heffner (MAM-RJ) ministrará o curso Cinema e Memória nas três cidades: RJ, SP e DF.  A participação será gratuita e as inscrições serão realizadas pelo site da mostra em www.mostralivre.com,  onde também é possível ver as datas do curso em cada cidade.

Hernani é pesquisador, graduado em Comunicação Social – Cinema pela universidade Federal Fluminense. Começou sua carreira profissional na Cinédia, em 1986, realizando levantamento de fontes e dados para as edições da companhia, como Palácios e Poeiras – 100 anos de cinemas no Rio de Janeiro. Ingressou na Cinemateca do MAM-RJ, em 1996, passando pela Curadoria de Documentação e Pesquisa e assumindo, em 1999, o cargo de Conservador-Chefe do Arquivo de Filmes. Foi Curador do Festival Cine Música, de 2007 a 2014, e da temática preservação da Mostra de Cinema Ouro Preto – CineOP, de 2012 a 2016. Coordenou a restauração de inúmeras  produções da Cinédia, como “Ébriom”,  “Alô! Alô! Carnaval!” e “Bonequinha de Seda”.

Além das sessões e debates nos CCBBs, a MFL também organiza, de forma independente (sem patrocínios), desde 2005, a maior ação cineclubista do Brasil, os Cineclubes Livres, que em 2017 aconteceu em mais de 70 cidades. A meta este ano é chegar a 100 cidades e 5 mil pessoas de público total nesta ação.

Para mais informações e conhecer a programação, acesse: http://www.mostradofilmelivre.com/18/

Topo