Semana e Prêmio ABC 2015

Saiba o que aconteceu nos eventos deste ano
Por Danielle de Noronha

A Semana ABC 2015 aconteceu entre os dias 13 e 15 de maio, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. A 15ª edição do evento contou com a presença de renomados profissionais envolvidos com o universo do audiovisual, que debateram diferentes temas atuais da cinematografia, e alcançou um público médio diário de 1000 pessoas.

Este ano, além das mesas de debates, a Semana também apresentou uma exposição de equipamentos e serviços e a intervenção artística 24 e + segundos, com curadoria de Andrés Hernández e trabalhos de Claudia Briza, Simone Cupello e Vicente Martos, que utilizam a imagem como elemento inicial de suas produções, a partir da qual se multiplicam as formas de realização, materialização, reflexão e compressão das obras.

A programação da Semana ABC 2015 começou com um debate sobre a pós-produção no país, com a mesa A Pós-Produção em Evolução: Criando Soluções para as Produções Brasileiras, que contou com a apresentação dos supervisores de pós-produção José Francisco Neto, José Augusto De Blasiis e Paulo Barcellos.

A fotografia foi tema principal das mesas A Direção de Fotografia no Cinema Documentário e Caminhos da Cinematografia: o ofício. A primeira teve a participação dos fotógrafos e diretores Jorge Bodanzky e Tiago Tambelli, do diretor de fotografia Jacques Cheuiche, do jornalista Sérgio Rizzo e dos diretores Paulo Sacramento e Marcelo Machado. Já a segunda, que debateu os novos horizontes estéticos da fotografia, contou com a presença dos diretores de fotografia Adriano Goldman, Carlos Ebert, Jacob Solitrenick, Uli Burtin e Pierre de Kerchove.

Entre os destaques da edição deste ano, estão as apresentações da Canon e da Sony. Com Alexandre Giglio e Ilson Brancaleoni, da Sony Brasil, Alex Miranda e Victor Lemos, da Trator Filmes, e Vlade Lisboa, da Assimilate Latin America, a Sony falou sobre os benefícios da tecnologia 4K para a produção de conteúdos audiovisuais.

A mesa da Canon foi apresentada pelo diretor de fotografia Brent Ramsey, assessor técnico da Canon USA no desenvolvimento de produtos e treinamento de profissionais para uso dos equipamentos Canon de cinema, que trouxe as câmeras da empresa para cinema profissional, como os lançamentos C300 MKII e XC-10.

As séries de TV foram tema de duas mesas do evento. A primeira abordou o som e os diferentes aspectos sonoros nas séries de TV, com os mixadores José Luiz Sasso e Armando Torres Jr., o supervisor de som Luiz Adelmo e o supervisor executivo de áudio Rodrigo Meirelles. A segunda, com o nome Séries de TV: Novo Espaço Criativo?, refletiu sobre os desafios criativos na produção das séries para televisão, a partir das experiências recentes dos diretores Fernando Meirelles e Mauro Mendonça Filho, do diretor de fotografia Rodrigo Monte, da editora de som Miriam Biderman, do diretor de arte Marcos Carvalheiro e do roteirista Mauro Wilson. A mesa ainda contou com a presença do jornalista Maurício Stycer.

Outro tema debatido foi a formação dos novos profissionais do audiovisual. A mesa Ensino do Audiovisual no Brasil tratou das particularidades e dos desafios do ensino de cinema fora do eixo Rio-São Paulo, com a participação dos professores Kira Pereira (Unila), Luciana Rodrigues (FORCINE), Fabio Diaz Camarneiro (UFES), David Pennington (UNB), Geórgia Cynara (UEG), Luiz Adriano Daminello (UFPA), Marina Mapurunga (UFRB) e Giba Assis Brasil (Unisinos). Já a mesa Direção de Arte – do Atelier para a Universidade falou sobre as perspectivas de formação e aperfeiçoamento dos novos profissionais da área, com os diretores de arte Cássio Amarante, Marcos Pedroso e Tulé Peake, o diretor e professor Ninho Moares (Cásper Líbero) e o arquiteto e diretor da Escola da Cidade, Ciro Pirondi.

 

 

 

A última mesa da Semana teve a presença do convidado internacional Carlos Abbate, diretor de som argentino que trabalhou em filmes como Clube da Lua (Juan José Campanella) e Kamchatka (Marcelo Piñeyro), e da técnica de som Tide Borges. A mesa Introdução ao Som no Audiovisual (Séries de TV, Longa, Curta e Documentário) apresentou temas como a leitura do roteiro, o uso e a problemática do som direto e a importância da voz.

 

 

 

 

 

 

Prêmio ABC 2015

O encerramento da Semana ABC aconteceu com a 16ª edição do Prêmio ABC, que premiou os trabalhos mais votados pelos sócios da associação em nove categorias: Melhor Direção de Fotografia em Longa-metragem; Melhor Direção de Arte em Longa-metragem; Melhor Montagem em Longa-metragem; Melhor Som em Longa-metragem; Melhor Direção de Fotografia em Documentário; Melhor Direção de Fotografia em Curta-metragem, Melhor Direção de Fotografia em Série de TV; Melhor Direção de Fotografia em Filme Publicitário e Melhor Direção de Fotografia em Filme Estudantil.

 

 

 

 

A cerimônia de premiação aconteceu no último dia 16, na Cinemateca Brasileira, e contou com a apresentação da atriz Mariana Ximenes. Os prêmios foram entregues pelas atrizes Rita Barata, Giovanna Velasco e Silvia Lourenço, pelos atores Fernando Pavão, Ricardo Corte Real e Leopoldo Pacheco, pelo diretor Ugo Giorgetti, pelo diretor de fotografia e vice-presidente da ABC, Guy Gonçalves, pelo diretor de som Carlos Abbate, pela diretora adjunta do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, Beth Sá Freire, e pelos representantes de empresas parceiras: Henrique Reganatti (Zumbi Post), Hideya Amano (Panasonic do Brasil), José Antonio Garcia (Lumatek), Marcelo Lombardi (Fujifilm do Brasil), Marco Túlio (Fábrica Brasileira de Imagens), Marcos Caruso (7Light), Silvia Levy (O2 Pós do Brasil) e Takashi Osawa (Canon).

 

 

 

Nas categorias de longa-metragem, o filme O Lobo atrás da porta recebeu o prêmio de Melhor Direção de Fotografia, entregue a Lula Carvalho, e de Melhor Montagem, para Karen Akerman. O filme Tim Maia foi contemplado com dois prêmios: Melhor Direção de Arte (Claudio Amaral Peixoto) e Melhor Som (George Saldanha, François Wolf e Armando Torres Jr).

Nas demais categorias de Melhor Direção de Fotografia foram contemplados o documentário Sobrevivi ao Holocausto (Enio Berwanger), o curta-metragem Caçador (Rafael Duarte), a série de TV Amores Roubados (Walter Carvalho), o filme publicitário Volvo Light Painting (Marcelo Corpanni) e o filme estudantil Noite na Taverna (Lucas Haas – FAAP).

O evento contou com uma homenagem póstuma ao diretor de fotografia Ricardo Della Rosa, responsável pela fotografia de filmes como À Deriva e Casa de Areia, que faleceu em abril deste ano, aos 46 anos.

 

Na cerimônia de premiação também foram anunciados os sócios que receberam o direito de utilizar a sigla ABC na assinatura de seus trabalhos: o supervisor de som Luiz Adelmo, ABC; os diretor e professor Ninho Moraes, ABC; os diretores de fotografia Roberto Amadeo, ABC e Ricardo Stein, ABC; e a montadora Regina Dias, ABC.

Assista às mesas da Semana ABC 2015.

Saiba mais sobre a Semana ABC e Prêmio ABC.

Fotos: Ricardo Alcará

Topo