Últimos dias para se inscrever para as oficinas gratuitas da Mostra Tiradentes

Estão abertas, até o dia 4 de janeiro, as inscrições para as oficinas gratuitas da Mostra de Cinema de Tiradentes, tradicionalmente oferecidas ao público do evento. Serão dez modalidades, voltadas para públicos de diferentes idades e interesses, entre os dias 19 e 27 de janeiro, com uma oferta total de 225 vagas.

Para o público adulto, serão oferecidas as oficinas de “Atuação no cinema realista”, com Renan Rovida; “Direção de atores”, com Eduardo Bordinhon; “Do Ator ao Personagem – A produção de elenco no audiovisual”, com Alessandra Tosi; “Elaboração e financiamento de projetos audiovisuais”, com Guilherme Fiúza Zenha e Júlia Nogueira; “Realização em curta digital”, com Luiz Carlos Lacerda; e “Introdução a projetos audiovisuais multiplataformas”, com Gustavo Padovani.

Já o público infanto juvenil pode se inscrever nas oficinas “Caixa criativa dos escritores”, com Guto Aeraphe; “Cinema e artes plásticas – Histórias de sombras”, com Daniella Penna; “Dramaturgia em 360 graus – O desafio da narrativa em todas as direções”, com Guto Aeraphe; e “Por trás da câmera”, com Anna Rosaura e Claudio Keim Doreto. Confira aqui os detalhes sobre cada oficina.

Os interessados devem preencher o formulário de inscrição disponível no site da Mostra Tiradentes. É permitida apenas uma inscrição por pessoa. Serão disponibilizadas 70 inscrições para cada oficina e, dentre estas, a comissão organizadora do evento fará a seleção dos interessados de acordo com o número máximo de vagas de cada oficina e de acordo com os critérios por ela definidos. Clique aqui para ler o regulamento das oficinas.

Homenagem a Babu Santana

Para o evento de 2018, que terá “Chamado Realista” como temática central, o ator Babu Santana foi o homenageado escolhido.

A homenagem será prestada com a exibição de três filmes em que Babu aparece: “Café com Canela”, de Ary Rosa e Glenda Nicácio; “Uma Onda no Ar”, de Helvécio Ratton; e o inédito “Bandeira de Retalhos”, de Sérgio Ricardo. O tributo continua com uma mesa de debate com foco na trajetória pessoal e artística de Babu.

Programação de curtas e longas em competição

Grande parte da programação do evento, que tradicionalmente abre o calendário de festivais nacionais, já foi divulgada. Entre os curtas-metragens, estão 70 títulos, representando a produção de 15 estados brasileiros, divididos em nove mostras temáticas: Foco, Foco Minas, Panorama, Chamado Realista, Praça, Regional, Formação, Jovem e Mostrinha.

Além das mostras de curtas, o evento conta também com a Mostra Aurora, dedicada à exibição de longas-metragens inéditos de realizadores em início de carreira em longa-metragem. Sete filmes serão avaliados pelo Júri da Crítica e concorrem ao Troféu Barroco e a prêmios oferecidos pelos parceiros do evento. Foram selecionados “Madrigal para um poeta vivo”, de Adriana Barbosa e Bruno Mello Castanho; “Imo”, de Bruna Schelb Correa; “Ara Pyau – A primavera Guarani”, de Carlos Eduardo Magalhães; “Dias vazios”, de Robney Bruno Almeida; “Baixo Centro”, de Ewerton Belico e Samuel Marotta; “Lembro mais dos corvos”, de Gustavo Vinagre; e “Rebento”, de André Morais.

Para mais informações sobre a 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes, acesse o site oficial do evento.

Fonte: Ancine

Topo