13ª CineBH e 10º Brasil CineMundi realizam Programa de Formação Audiovisual

Entre os dias 17 e 22 de setembro, a capital mineira será sede da 13ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte e do 10º Brasil CineMundi – International Coproduction Meeting. Durante os seis dias de programação gratuita, a mostra cuja temática é “A internacionalização do cinema brasileiro e os desafios para o futuro”, exibirá 85 filmes nacionais e internacionais, entre pré-estreias e retrospectivas (24 longas, 3 médias e 58 curtas-metragens). Além da programação de filmes, o evento realiza o Programa de Formação Audiovisual com o objetivo fornecer ferramentas conceituais e práticas de qualificação profissional e troca de experiências entre os diferentes agentes do setor. A iniciativa promove atividades de capacitação e formação para profissionais do segmento audiovisual e interessados em geral, promove encontros, diálogos, discussões e estabelece redes de contato e conexões com foco no mercado audiovisual.

O programa de formação reunirá 40 profissionais brasileiros e estrangeiros de destaque na cena audiovisual no centro de três debates, seis painéis, quatro masterclasses, dois workshops e uma oficina. Além disso, no ano em que completa 10 anos de realização do Brasil CineMundi, o Programa de Formação Audiovisual promoverá três laboratórios de roteiro com instrutores que são referência da área no país. 

Os debates, painéis, masterclasses, workshops e a oficina são gratuitos. Já os Laboratórios que compõem o Programa de Formação do 10º Brasil CineMundi terão a cobrança de taxa de participação no valor de R$50,00 para os candidatos selecionados. Todas as inscrições são gratuitas e devem ser realizadas até às 23:59 horas (horário de Brasília) do dia 10 de setembro, pelo site www.cinebh.com.br.

DEBATES, PAINEIS E MASTERCLASSES

O Programa de Formação Audiovisual da 13ª CineBH e do 10º Brasil CineMundi vai contar com a realização de três debates. A temática desta edição entra em pauta no encontro A Internacionalização do Cinema Brasileiro e Desafios para o Futuro, que reunirá o crítico, curador, programador e ex-assessor internacional da Ancine Eduardo Valente (RJ); a curadora e programadora Janaína Oliveira (RJ), e o produtor da RT Features Rodrigo Teixeira (SP), debatendo a importância dos filmes do país no circuito nos principais festivais internacionais e o aumento das coproduções com outros países. A mediação é do curador da Mostra CineBH Francis Vogner dos Reis (SP).

Festivais e Mercado Internacional de Documentário é o tema do debate mediado pela produtora Gudula Meinzolt (Suiça). O documentário contemporâneo vive um período de efervecência cultural e se apresenta como um meio importante para reflexão sobre a sociedade. Participam da mesa os convidados internacionais Davide Oberto, curador do Torino Film Festival (Itália); Luis González Zaffaroni, diretor executivo do DocMontevideo/DocSP (Uruguai) e Maía Campaña Ramia, programadora do IDFA (Equador).

Em 2019, o Brasil CineMundi celebra 10 edições. E como parte das comemorações, será realizado o debate Case Study – Brasil CineMundi, mediado pelo colaborador do programa, Pedro Butcher (RJ). No decorrer de sua história, o Brasil CineMundi presenciou os avanços na coprodução internacional, assegurou a participação de profissionais brasileiros em eventos de mercado parceiros e viu projetos selecionados pelo evento resultar em filmes, ocupando as telas do mundo, percorrendo festivais e acumulando premiações. O debate será composto por Bruno Safadi (RJ), diretor do filme Éden (selecionado em 2011); Paola Wink (RS), produtora do filme Rifle (selecionado em 2012); Thiago Macêdo Correia (MG), produtor do filme Elon não acredita na morte (selecionado em 2012) e Rodrigo Sarti Werthein (SP), produtor do filme A Sombra do Pai (selecionado em 2012).

Experiências e relatos em coprodução internacional estão no foco dos painéis do programa de formação da 13ª CineBH e 10º Brasil CineMundi. No painel Formação e Cooperação Internacional – Incubadora Projeto Paradiso, os participantes irão conhecer os tipos de bolsas e apoios oferecidos pelo programa e também sobre as parcerias firmadas com instituições de referência no Brasil e no mundo. O Projeto Paradiso é uma iniciativa do Instituto Olga Rabinovich que oferece bolsas e mentorias para profissionais do audiovisual, com foco na criação de grandes histórias conectadas com seus públicos. Atua na formação e capacitação profissional, no apoio a roteiros e desenvolvimento de projetos e na reflexão sobre como essas narrativas podem chegar ao público. Integram este painel o cineasta Bruno Ribeiro (SP); a produtora Joyce Prado (SP) e a diretora executiva do Projeto Paradiso, Josephine Bourgois (SP).

No Painel Experiências e Relatos em Coprodução Internacional – Profissionais da Alemanha, Canadá e França serãodiscutidas as estratégias, diretrizes, expectativas e dificuldades da coprodução internacional, com foco nas realizações e resultados destes quatro países. Participam da conversa a produtora da Jyoit Film, Anke Petersen (Alemanha); a produtora da Green Ground Productions, Anonan Yang (Canadá); o produtor da Dublin Films, David Hurst (França) e a produtora da Ikki Films, Nidia Santiago (França). A discussão será mediada por Séverine Roinssard, produtora da Parati Films e coordenadora do La Fabrique des Cinémas du Monde (França).

Profissionais do audiovisual de seis países apresentam ao público estratégias, diretrizes, expectativas, dificuldades, avanços e perspectivas no Painel Experiências e Relatos em Coprodução Internacional – Profissionais da América Latina. Mediado pelo produtor Paulo de Carvalho da Autentika Films (Alemanha) e colaborador do Brasil CineMundi, a conversa reúne profissionais da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba e Uruguai para discutir a importância da coprodução, focando nos profissionais e no mercado da América Latina. Participam do painel Cecilia Salim, da produtora Murillo Cine (Argentina); Eduardo Villalobos, da produtora Molotov Cine (Chile); Gabriela Azevedo, do setor de projetos e conteúdo do Canal Brasil (Brasil); Ivette Liang, produtora da Galaxia 311 (Colômbia/Cuba) e Sandino Saravia Vinay,produtor da Malbicho Cine (Uruguai).

O Painel Cooprodução Internacional de Documentários – Experiência África e França contará com a participação do convidado internacional Faissol Gnonlonfin, secretário-geral do Africadoc Benin e produtor na empresa francesa VraiVrai Films. Nascido em Benin, na África, Faissol é considerado um dos valores sólidos do atual cinema africano e tem desenvolvido obras de jovens diretores do país. No painel, mediado por Séverine Roinssard – produtora da Parati Films, coordenadora do La Fabrique des Cinémas du Monde e colaboradora Brasil CineMundi (França), o produtor comentará sua experiência na coprodução internacional África-França.

A experiência dos Fundos de Investimento são o foco do Painel Investimage – Fundos de Investimentos em Mídia e Entretenimento (Funcine). A Investimage é a maior gestora brasileira de fundos de investimento com foco no setor de mídia e entretenimento, com sólida trajetória ao longo de uma década de atuação. Os filmes investidos pelos fundos geridos pela gestora acumulam mais de 22 milhões de ingressos vendidos. Nesse painel, com mediação de Pedro Butcher (RJ) – colaborador Brasil CineMundi, Thierry Perrone (RJ) irá apresentar o modelo do Funcine, suas similaridades com as SOFICAs francesas, bem como os recursos do Funcine Minas Gerais disponíveis e suas intenções de aplicação.

Painel Evento de Mercado Audiovisual da Espanha terá comotema o MAFF – Málaga Festival Fund& Coproduction Event. O objetivo do MAFF é atuar como um espaço que permitirá que os produtores latino-americanos conheçam e apresentem seus projetos aos responsáveis pelos fundos internacionais e produtores na Espanha e no resto da Europa. Neste painel, o público terá a oportunidade de conhecer as linhas editoriais destes Fundos, bem como seus aspectos financeiros e modalidades de aplicação. Participa do painel a convidada internacional Annabelle Aramburu (Espanha), que será mediada por  Paulo de Carvalho – produtorAutentika Films e colaborador Brasil CineMundi (Alemanha).

Homenageada da 13a Mostra CineBH, a produtora Filmes de Plástico irá ministrar uma masterclass com o tema A Produção Cinematográfica da Filmes de Plástico em 10 anos de Trajetória. O encontro irá traçar o percurso da produtora mineira no conjunto da sua obra, explorando características estéticas e poéticas, discorrendo também sobre o trânsito das repercussões nacionais e internacionais da cartela de filmes de longa e curta-metragem da produtora. A masterclass conta com a participação dos sócios-fundadores da Filmes de Plástico André Novais de Oliveira, Gabriel Martins, Maurílio Martins e Thiago Macêdo Correia. A mediação será do curador da 13ª Mostra CineBH, Marcelo Miranda. 

Hernani Heffner, conservador-chefe da Cinemateca do MAM, é o crítico convidado para ministrar três masterclasses que compõem a Mostra Diálogos Históricos, recorte da programação que coloca em perspectiva histórica representativas obras da cultura cinematográfica brasileira. As masterclasses irão discutir os filmes República dos Assassinos, de Miguel Faria Jr. (1979); Inquietações de uma Mulher Casada, de Alberto Salvá (1979); e Maldita Coincidência, de Sérgio Bianchi (1979). A mediação é do curador da 13ª Mostra CineBH, Francis Vogner dos Reis. 

OFICINA E WORKSHOPS

Com o propósito de contribuir para formação da nova geração de críticos de cinema, a oficina Análise de Estilos Cinematográficos será ministrada por Victor Guimarães (MG). O objetivo da atividade, voltada para participantes de 18 a 25 anos, é desenvolver análise crítica e estética de filmes brasileiros contemporâneos e selecionar cinco jovens universitários para integrar o Júri Jovem da 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes (janeiro/2020), que irá eleger o melhor longa-metragem da Mostra Olhos Livres.

O produtor argentino radicado em Portugal Pablo Iraola será o responsável pelo Workshop Internacional sobre Coprodução Internacional. A atividade é resultado da parceria entre o Brasil CineMundi e o Projeto Paradiso e pretende apresentar as chaves da coprodução internacional, abordando temas como desenvolvimento criativo e produção, pitching, design de audiência, vendas e distribuição, financiamento e pós-produção.

A pesquisadora e curadora Janaína Oliveira (RJ) irá ministrar o Workshop Outros modos de ver: Diálogos sobre curadoria e descolonização, que discute os processos curatoriais no campo de cinema no Brasil na atividade. A atividade propõe o debate sobre as dimensões da curadoria em cinema do Brasil, buscando um diálogo horizontal de trocas sobre as vivências curatoriais conjugado à uma reflexão crítica do contexto contemporâneo.

LABORATÓRIOS DE ROTEIRO – ATIVIDADES FORMATIVAS DO 10º BRASIL CINEMUNDI

Especialmente para a 10ª edição do Brasil CineMundi, o Programa de Formação Audiovisual irá promover três laboratórios de roteiro com diferentes enfoques – Cinema, Animação e TV. As atividades vão ser realizadas entre 18 e 20 de setembro finalizando na manhã do dia 21/09 com um Pitching Coletivo de Ideias.

O roteirista Di Moretti (SP) ministra o Laboratório de Roteiro Cinematográfico – Ficção e Documentário, com o objetivo de englobar temas específicos que descrevem a confecção de um roteiro audiovisual. Com uma produção fértil de documentários brasileiros, a discussão sobre a construção do roteiro e sobre como ele se distingue de ficção é tema recorrente e de interesse do público. No Lab, serão abordadas as diferenças e similaridades das duas linguagens na escrita dos roteiros ficcionais e documentais.

A diretora, roteirista, storyboarder e animadora Rosana Urbes será a responsável pelo Laboratório de Roteiro para Animação, focado no processo de roteiro para animações. Os alunos serão expostos a interferência da imagem no roteiro, conduzindo a um processo específico dessa linguagem cinematográfica. A oficina oferecerá aspectos teóricos e exercícios práticos a partir das ideias discutidas em aula.

O roteirista, diretor e editor Aurélio Aragão será o responsável pelo Laboratório de Roteiro de Séries para TV (Ficção), que investiga os elementos de séries originais de ficção partindo da ideia inicial até o projeto básico para pitching e venda. A partir de exercícios práticos, o laboratório discute e desenvolve ferramentas fundamentais de uma narrativa seriada, como tema, personagens, formato, universo e linha do tempo.

As inscrições para participar do processo de seleção para os Labs do Programa de Formação Audiovisual do 10º Brasil CineMundi são gratuitas. Haverá pagamento de uma taxa no valor de R$50,00 (cinquenta reais) apenas para os participantes selecionados. 

SOBRE A MOSTRA CINEBH – BH INTERNATIONAL FILM FESTIVAL

O CINEMA BRASILEIRO EM CONEXÃO COM O MERCADO INTERNACIONAL

Mostra CineBH é o evento internacional de cinema da capital mineira que chega a sua 13a edição de 17 a 22 de setembro de 2019, em cinco espaços da capital mineira. Promove a conexão entre o cinema brasileiro e o mercado internacional. Apresenta-se como instrumento de formação, reflexão, exibição e difusão do audiovisual em diálogo com outros países.

Em seis dias, a programação oferece gratuitamente exibições de 85 filmes nacionais e internacionais, pré-estreias e mostras retrospectivas, realiza programa de formação com a oferta de oficina, workshops laboratórios, debates e painéis, que promove o fomento ao empreendedorismo, dissemina a informação, produz e difunde conhecimento, cria oportunidades de rede contatos e negócios, reúne a cadeia produtiva do audiovisual numa programação abrangente e gratuita e ainda realiza homenagem, Mostrinha de Cinema, programa Cine-Expressão e apresentações artísticas.

***

A 13ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte e o 10º Brasil CineMundi integram o Cinema sem Fronteiras 2019 – programa internacional de audiovisual idealizado pela Universo Produção e que reúne também a Mostra de Cinema de Tiradentes (centrada na produção contemporânea, em janeiro) e a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto (que difunde o audiovisual como patrimônio e ferramenta de educação, em junho).

Topo