4º MAN abre inscrições para projetos de todo o Brasil

Empresas produtoras, realizadores de trabalhos audiovisuais do Brasil e representantes de players (canais ou plataformas de exibição) se encontram no 4º MAN – Mercado Audiovisual do Nordeste, que acontece em Fortaleza, de 25 a 28 de junho. Para participar dos Pitchings, que são as apresentações dos projetos aos players, de Rodadas de Negócios ou do Encontro Ibero-americano de Coprodução, os interessados podem se inscrever de 2 a 24 de maio, por meio do site www.mercadoaudiovisual.com.br.

Nas duas primeiras edições, em 2015 e 2016, a participação nos Pitchings era restrita ao mercado cearense. Na terceira edição, em novembro de 2017, o MAN expandiu essa oportunidade a todos os estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Agora, no 4º MAN, as inscrições estão abertas a produtoras de todo o país. Do total de projetos selecionados para participar dos Pitchings, até 50% serão de representantes do Ceará e demais estados da CONNE (Conexão Audiovisual Centro-Oeste, Norte e Nordeste).

A participação das empresas produtoras e realizadores no 4º MAN é uma oportunidade de apresentar novos projetos audiovisuais, como séries e filmes, de uma única vez para representantes de vários canais ou plataformas online de exibições durante os Pitchings, de viabilizar novos contratos nas Rodadas de Negócios, e novas parcerias no Encontro Ibero-americano de Coprodução. Cada produtora ou realizador pode inscrever até dois projetos, mas somente um deles será contemplado para apresentação no MAN. A curadoria é de Alfredo Manevy, ex-presidente da Spcine e ex-Secretário Executivo do Ministério da Cultura.

Entre os canais nacionais e internacionais e produtoras já confirmados no 4º MAN estão: Canal Brasil, GloboNews, Arte 1, Globo Filmes, Canal Curta!, A+E Ole Audiovisual e as produtoras Glaz e O2 Filmes.

O 4º MAN é apresentado pelo Ministério da Cidadania – Secretaria Especial da Cultura, BRDE e BNB. É realizado pela Bucanero Filmes com apoio institucional da Agência de Desenvolvimento do Ceará – ADECE, da Câmara Setorial Audiovisual – CSA e da Universidade Federal do Ceará através da Casa Amarela Eusélio Oliveira. Conta com parceria da BRAVI.

Fonte: Revista de Cinema

Topo