Inscrições abertas para o edital da William Greaves Fund

A Firelight Media convida cineastas de não ficção em meio de carreira de comunidades racial e etnicamente subrepresentadas nos Estados Unidos e cineastas no México, Brasil, Porto Rico e Colômbia, com especial interesse naqueles que se identificam como indígenas e/ou descendentes africanos, para se inscreverem no segundo ano do William Greaves Fund.

Este fundo, em seu segundo ano, é dedicado a obter recursos e apoiar contadores de histórias talentosos com subsídios de até US$ 40 mil cada para apoiar a pesquisa e o desenvolvimento de um longa-metragem de não ficção. O Fundo também oferece aos beneficiários horas de treinamento limitadas, conforme necessário e com base nos requisitos específicos de cada projeto. A natureza internacional da convocação reflete o compromisso da Firelight de nutrir a solidariedade transnacional entre cineastas e artistas.

Para lidar com o impacto devastador que a pandemia teve na comunidade do cinema independente e como o trabalho do setor pode ser instável para os cineastas negros em geral, o William Greaves Fund pós-pandemia incluirá um subsídio para cuidados básicos que pode ser usada para atender a qualquer necessidade essencial dos beneficiários, desde custos de saúde e creche até quaisquer outros recursos necessários. A Firelight Media reconhece que um suporte confiável como esse é fundamental para a produção de um trabalho criativo.

Esta mudança reflete o compromisso da Firelight em garantir que as comunidades subrepresentadas sejam ativamente cultivadas, participando e influenciando o espaço de não ficção e o discurso como um todo. Os critérios de seleção (veja abaixo) refletem nosso compromisso com o rigor criativo, a imaginação, a ética e a prestação de contas às comunidades impactadas na prática do cinema.

As inscrições abrem em 15 de março de 2021 e terminam em 1º de maio de 2021, com um anúncio e desembolso antecipado no final do verão de 2021.

Consideraremos projetos que abordam uma grande variedade de temas e questões.

Consideraremos projetos com uma grande variedade de abordagens estéticas (verité, ensaio, experimental, investigativo, pessoal, histórico, etc.)

Consideraremos projetos ambiciosos ou com foco restrito.

Consideraremos as inscrições de cineastas dos Estados Unidos, México, Porto Rico, Colômbia e Brasil.

Valorizamos e consideraremos as inscrições de cineastas de todos os status de refugiados e imigração, reconhecendo que os fluxos migratórios são considerados pelos desafios e soluções globais que buscamos superar.

Observamos quando os projetos são socialmente relevantes, formalmente inovadores, abordam ou envolvem questões ou comunidades subrepresentadas e somos responsáveis perante as comunidades impactadas que seus filmes representam.

Para mais informações, acesse: http://www.firelightmedia.tv/william-greaves-fund-2/#portuguese

Topo