Spcine promove mesa sobre os desafios das políticas de preservação audiovisual no Brasil na Semana ABC 2021

Das 14h às 15h30, acontece na Semana ABC 2021 a mesa promovida pela Spcine sobre os desafios para consolidação de políticas de preservação audiovisual no Brasil. O debate será mediado por Viviane Ferreira e contará com a presença de Débora Butruce, preservadora audiovisual, produtora cultural e curadora, do diretor de fotografia Lauro Escorel, ABC e da professora Fernanda Coelho.

A partir da reflexão sobre a importância dos processos de preservação audiovisual, o encontro tem o objetivo de discutir sobre política de preservação olhando para experiências brasileiras e/ou internacionais com potencial de aplicabilidade em contextos específicos, a exemplo da Cinemateca Brasileira, tendo o intuito de fortalecer a compreensão da importância de salvaguardar a memória audiovisual nacional. Com isso, Débora Butruce, Lauro Escorel e Fernanda Coelho irão analisar os impasses que entidades e profissionais do segmento encontram no contexto brasileiro. 

Assista no Zoom ou YouTube.

Sobre as pessoas participantes:

Débora Butruce é preservadora audiovisual, produtora cultural e curadora. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais da ECA-USP com pesquisa sobre a restauração de filmes no Brasil e o impacto da tecnologia digital para a área. Foi Visiting Scholar na New York University, no Moving Image Archiving and Preservation Program. É mestre em Comunicação e graduada em Cinema, ambos pela UFF. Atua na área de preservação audiovisual desde 2001, tendo trabalhado em instituições como o Centro Técnico Audiovisual, o Arquivo Nacional, a Cinemateca do MAM-Rio e em projetos na Cinemateca Brasileira. Também trabalha com curadoria audiovisual, na realização de mostras de cinema e programas especiais, além de participar de comitês de seleção de festivais e editais de fomento. É idealizadora e curadora da Mostra Internacional de Filmes Domésticos, cuja primeira edição aconteceu em 2020 com a exibição de 94 filmes de 5 países. Membro fundador da Associação Brasileira de Preservação Audiovisual (ABPA), faz parte da diretoria desde 2014 e é a atual presidenta. 

Fernanda Coelho é graduada em Cinema, Rádio e TV pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), pós-graduação em Museologia (FESPSP), mestra em Ciência da Comunicação (ECA/USP). Trabalhou na Cinemateca Brasileira/MinC por mais de trinta anos. Atualmente é professora convidada da pós-graduação da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, no Núcleo de Gestão Arquivística. 

Lauro Escorel dirigiu, os filmes Fotografação  e Sonho Sem Fim e os curtas-metragens Improvável Encontro e Libertários. Dirigiu a série para TV Itinerários do olhar  e foi co-diretor do filme A Fera na Selva.  Foi diretor de fotografia entre outros filmes de S.Bernardo, Toda Nudez será Castigada, Lucio Flávio, Passageiro da Agonia, Batismo de Sangue, Bye Bye Brasil, Jogo Subterrâneo, Brincando nos Campos do Senhor, Chico-Artista Brasileiro. Foi coordenador e supervisor técnico  do restauro da obra completa de Leon Hirszman. Trabalhou junto à equipe da Cinemateca Brasileira no restauro de alguns clássicos do nosso cinema;  Cabra marcado para morrer de Eduardo Coutinho, Xica da Silva, Os Herdeiros e Chuvas de Verão de Carlos Diegues, Os Fuzis de Ruy Guerra, e  Terra em Transe de Glauber Rocha. Escorel é membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (AMPAS) e um dos fundadores da Associação Brasileira de Cinematografia (ABC) .

Viviane Ferreira é uma jovem advogada, ativista negra e cineasta, mestre em Comunicação pela Universidade de Brasília (UnB) e presidiu a Comissão de Seleção do Oscar 2021, responsável pela escolha do representante brasileiro na Academia. Ela também é professora universitária de Cinema e Audiovisual, fundadora da Odun Filmes e uma das fundadoras da APAN, associação de profissionais negros da indústria cinematográfica. O curta-metragem “O Dia de Jerusa” (2014) foi selecionado para o Cannes Short Film Corner e, posteriormente, o longa-metragem “Um dia com Jerusa” (2020).  Em 2021, foi nomeada uma das 100 Afrodescendentes Mais Influentes do Mundo, com menos de 40 anos, na categoria Humanitarismo e Ativismo. A indicação veio do MIPAD  (Most Influential People of African Descent), que faz parte da agenda ONU. Especialista em políticas públicas audiovisuais, é diretora-presidente da Spcine onde lidera o desenvolvimento, financiamento e implementação de programas e políticas para os setores de cinema, TV, games e novas mídias.  

Semana ABC 2021 acontece de forma virtual de 14 a 17 de outubro. Confira a programação completa: https://abcine.org.br/site/semana-abc-2021

Topo