Sobre “Danae” e “Uma noite com ela”

Danae 01

Por André Carvalheira

Andrecarvafoto1

Estes são os títulos de dois curtas-metragens rodados em 35mm dirigidos por Gustavo Galvão. Eu, André Carvalheira, fui responsável pela fotografia dos dois filmes.Foi uma experiência muito rica, apesar da completa falta de recursos.

Não tínhamos nenhum equipamento de iluminação, a câmera, a mesma nos dois, tinha apenas três lentes (acho que 24mm, 50mm e 85mm) e só o filtro 85 acompanhando.Era uma Arri IIC. Para complicar, os dois filmes foram inteiramente rodados com câmera na mão. Essa câmera tem um desenho muito desajeitado para os modelos de câmera que temos hoje (no sítio http://www.filmcentre.co.uk/faqs_film.htm tem o modelo dela).

Usei no Danae a velha película 5248 (hoje sumida) e em Uma Noite com Ela o novíssimo 5218 (Vision2 500T), ambas da Kodak. Trabalhei a concepção de fotografia sempre junto com o diretor e tivemos várias conversas e ensaios com câmera de vídeo.

Andrecarvafoto2

Danae

Para o primeiro dos filmes, Danae, rodado em 2004, queríamos um clima quente, dourado, inspirado na obra do artista-plástico Gustav Klimt. Também que contivesse o aspecto sedutor que víamos em sua obra. Usei basicamente duas coisas: um rebatedor dourado grande, construído por nós mesmos com material de papelaria (papel e isopor) que fazia uma luz de contra nos atores e uma meia de mulher, cor pele morena, colocada na frente da lente.

O filme foi todo rodado de dia, basicamente nas primeiras e últimas horas do dia, num campo de golfe. A qualidade da locação, de verdes bem vivos, ajudou bastante na qualidade da imagem.

Os personagens ficavam sempre na sombra das árvores e preocupei-me em não deixar o fundo completamente banhado pelo sol.

Andrecarvafoto3

A exposição medi sempre em seus rostos iluminados suavemente por uma luz rebatida no isopor puro. Ficava sempre em torno de 5.6 (a luminosidade do Planalto Central é impressionante), com 64 ISO, e superexpondo 1/3 a mais.

O resultado nos agradou muito, conseguimos uma imagem soft e dourada que deu o tom sedutor. Foi esse trabalho que inscrevi no último prêmio da ABC (2005). Ele será exibido na Mostra de Curtas de SP nos dias 29/8 (MIS às 19h), 30/8 (Centro Cultura SP às 20h) e 31/8 (CineSesc às 20h).

Andrecarvafoto4

No segundo filme, Uma Noite com Ela, ainda em finalização, servi-me apenas de lâmpadas caseiras para iluminar. O filme se passa todo a noite dentro de um prédio (elevador, apartamento e escadarias). Usei lâmpadas de 100 e 150 Watts. Armei duas lâmpadas chinesas com as de 150 W presas em lugares estrategicamente próximos dos personagens. Há 2 metros tive diafragma 2.8.

Na sala do apartamento iluminamos apenas com a luz do abajour.

Andrecarvafoto5

A temperatura das luzes dava em torno de 2800 K, mas como fiz a cartela de cor iluminada por essa mesma luz o telecine já veio corrigido restando um leve tom amarelado, quente.

Apesar dos recursos o resultado é impressionante, tanto nas altas como nas baixas luzes. O tom amarelado e quente ressaltou as cenas carregadas de sedução.

UMA NOITE COM ELA deve estrear no Festival de Brasília deste ano (na mostra competitiva ou na paralela, mostra Brasília). Assistam aos filmes e comentem.

Total
0
Shares
Prev
Pelo Nordeste com a HDV
Fotoeberthdv1

Pelo Nordeste com a HDV

Next
A luz foi parada
Parar Subasta Judicial Tq 1

A luz foi parada

También te puede interesar