CCBB oferece oficina gratuita de VideoArte com celular

Oficina12 07 At 12.57.29 E1702047045264

No CCBB Brasília, acontecerá uma oficina de videoarte com celular, como parte integrante da programação da 20ª Mostra do Filme Livre, nos dias 16, 17, 19/12. Direcionada aos jovens e adultos, com inscrição gratuita e sujeita à lotação, a oficina é uma oportunidade de os participantes produzirem o seu filme livre e exibi-lo no por ocasião do encerramento da Mostra, no dia 23/12, no CCBB Brasília.

A oficina será acessível às pessoas surdas e contará com dois tradutores de Libras durante as aulas. O intuito da Oficina de Videoarte com Celular é contar histórias, compartilhar
narrativas, lapidar os olhares e transformá-los em uma videoarte autoral, com a cara e
a direção dos participantes. A oficina será ministrada por Marina Mara, Mestra em Artes Visuais pela UnB, com importante produção literária, poética e audiovisual em Brasília.


A metodologia utilizada na oficina irá mesclar aulas teóricas sobre artes visuais e aulas
práticas sobre tecnologias acessíveis para expressão em audiovisual. A oficina é indicada
para jovens e adultos quem tenham um celular com internet e a pretensão de criar um filme livre.

A oficina é uma ação criativa e democrática de expressão artística por meio do cinema possível, realizada em um ambiente colaborativo para que os participantes possam compartilhar saberes e inspirar uns aos outros na realização audiovisual. Os filmes realizados serão exibidos no encerramento da MFL em Brasília, dia 23 de dezembro. A oficina é acessível para deficientes auditivos, sendo que, ao todos são ofertadas 15 vagas. As inscrições são feitas em formulário próprio disponível no site www.mostralivre.com.


Programação

16/12 (sábado – 9h às 12h) – Aulas teóricas e definição das temáticas.
17/12 (domingo – 09h às 12h) – Gravação dos vídeos e início das edições.
19/12 (terça – 10h às 18h) – Plantão de ajustes técnicos finais.
23/12 (sábado – 19h) – Exibição dos novos filmes livres e encerramento.

Minibio

MARINA MARA – Poeta, mestre em Arte e Tecnologia pela UnB, publicitária, ativista cultural, atriz, roteirista, designer gráfico, consultora de projetos poéticos e literários. Atua pelo Brasil desde 2006 com projetos multimídia que abordam a poesia em diferentes formatos como grafite, quadrinhos, cinema, artes visuais, teatro, intervenções urbanas, internet. Dedicada exclusivamente à poesia, Marina viajou o país ministrando cursos e oficinas poéticas em feiras literárias e coletivos de arte. Em maio de 2010, Marina Mara lançou seu primeiro livro solo, o SarauSanitário.com, que é parte de um projeto homônimo que distribuiu poesia por banheiros públicos e pelo mundo virtual. Em março de 2012, Marina produziu a Parada Poética, reunindo cerca de cinquenta artistas (e amigos) no palco-caminhão do Teatro Mapati para celebrar o Dia Mundial da Poesia. Em junho de 2012, Marina foi convidada a se apresentar na Cúpula dos Povos na Rio +20 e também realizou intervenções poéticas Rio a fora, distribuindo cerca de 500 poemas em troca de sorrisos. Em outubro do mesmo ano, Marina realizou a segunda edição do projeto Declame para Drummond, um intercâmbio de poesia autoral em homenagem ao poeta Carlos Drummond de Andrade que distribuiu poemas por todos os estados do Brasil, em algumas cidades de Portugal, Espanha, Itália, Noruega, Suíça, Timor Leste, para os brasileiros que lá residem, principalmente, totalizando cerca de 50 mil poemas. Em 2013, Marina lançou o curso Profissão Poeta que pretende, de forma prática e descontraída, indicar o caminho das pedras – que haverá no meio do caminho – entre poetas e o público/mercado. Em 2017, Marina lançou o livro BlasFêmea, com contos, crônicas e poemas sobre o universo feminino. Em maio do mesmo ano, a poeta lançou o livro Profissão Poeta – Um guia prático e amoroso sobre viver de poesia. Em primeiro de maio de 2017, Marina Mara idealizou o aplicativo PoemApp – O Mapa da Poesia do Brasil em parceria com o MediaLab da Universidade de Brasília, onde se formou como Mestre em Arte e Tecnologia em 2019. O ano de 2019 também foi dedicado a viajar por 6 estados do Brasil com a Oficina de Empoderamento Poético a convite do SESC Arte da Palavra. Em 2021, a Oficina foi ministrada de forma digital com apoio da Secretaria de Cultura do DF. Mais em www.marinamara.com.br

Serviço

Oficina de VideoArte com celular da 20ª Mostra do Filme Livre + Brasília
Local: CCBB Brasília
Endereço: SCES Trecho 02 Lote 22 – Edif. Presidente Tancredo Neves – Setor de Clubes Especial Sul – Brasília – DF  
Informações: (61) 3108 7600  
Ação acessível para deficientes auditivos
Capacidade: 15 vagas
Público alvo: jovens e adultos
Inscrições gratuitas no site da MFL em www.mostralivre.com

Cronograma

16/12 (sábado – 9h às 12h) – Aulas teóricas e definição das temáticas.
17/12 (domingo – 09h às 12h) – Gravação dos vídeos e início das edições.
21/12 (quinta – 10h às 18h) – Plantão de ajustes técnicos finais.
23/12 (sábado – 19h) – Exibição dos novos filmes livres e encerramento.

Informações   
E-mail: [email protected]   
Site/ bb.com.br/cultura  
Instagram/ccbbbrasilia  

Total
0
Shares
Prev
Festival Internacional de Cinema Feminino realiza 14ª edição com mais de 30 filmes dirigidos por mulheres ou com temática feminina
Femina 2023

Festival Internacional de Cinema Feminino realiza 14ª edição com mais de 30 filmes dirigidos por mulheres ou com temática feminina

Next
Inscrições abertas para 13ª edição da Mostra Ecofalante de Cinema
Divulgacao Geral Inscricoes E1702399604317

Inscrições abertas para 13ª edição da Mostra Ecofalante de Cinema

También te puede interesar