IV Festival Cine Inclusão acontece com foco no envelhecimento e dá protagonismo a pessoas idosas

Ser Velho 2

Entre os dias 16 e 23 de setembro, acontece o IV Festival Cine Inclusão, maior evento cinematográfico dedicado às pessoas 60+, com programação gratuita. As sessões acontecem no Cine Marquise e no Cine Bijou, ambos na região central da cidade de São Paulo, e também no Cine Favela, em Heliópolis. A programação completa pode ser acessada pelo site www.cineinclusao.com.br.

Serão exibidos 28 filmes nacionais, divididos em duas categorias: Mostra Competitiva – 15 curtas-metragens cujos temas convidam o espectador a refletir sobre o envelhecimento sob vários pontos de vista; e Mostra 60+ em Ação – 8 filmes realizados por diretores/as com mais de 60 anos, traçando um panorama de artistas profissionais e amadores nesta faixa etária que se dedicam à produção audiovisual.

A abertura do Festival (16/9), acontece no Cine Marquise. Às 11 horas, ocorre um debate sobre A Atuação do Profissional 60+ no Audiovisual de Hoje, com participação de Gilda Bandeira de Mello (criadora de conteúdo e integrante do canal Avós da Razão), Willem Dias (montador, responsável pela edição de filmes como Os Matadores e À Margem do Lixo), Wilson Cortez (fotógrafo e cineasta, cujo curta Invisíveis será exibido no Festival) e mediação do jornalista e escritor Ygor Kassab. Na sequência, às 12h, tem exibição do longa-metragem Capitão Astúcia, de Filipe Gontijo, com Fernando Teixeira e Nívea Maria como protagonistas.

Idealizado e dirigido pelo produtor Daniel Gaggini e com curadoria de Luciana Rossi e Ygor Kassab, a edição 2023 foi dividida em duas etapas. A primeira aconteceu entre os dias 3 de junho e 23 de julho, com realização de oficinas de cinema para moradores 60+ das regiões de Capão Redondo, Cidade Tiradentes, Heliópolis e Paraisópolis. Quatro curtas-metragens foram produzidos pelos alunos e serão exibidos encerramento do evento (23/9, a partir das 11h), no Cine Marquise. Na ocasião, também serão anunciados o Melhor Filme da Mostra Competitiva (eleito pelo público) e o(a) vencedor(a) do Concurso de Roteiro, novidade desta edição, selecionado entre 91 trabalhos inscritos por roteiristas 60+.

As exibições da Mostra 60+ em Ação ocorrem no Cine Bijou, no dia 16/0, às 18h, e no Cine Favela, no dia 20/9, às 19h. E a Mostra Competitiva tem exibições somente no Cine Bijou, no dia 17/9: Grade 1, às 16h, e Grade 2, às 18h. Os filmes contam com legenda descritiva, e as sessões de abertura e encerramento, além do debate, com intérprete de Libras.

Para a curadora Luciana Rossi, “a Mostra 60+ em Ação é uma reverência à essa prolífica produção de curtas-metragens e mostra que a criatividade e a disposição para contar histórias não têm limite de idade. Desejamos desconstruir percepções negativas ou limitadas, promover uma compreensão mais ampla do envelhecimento e celebrar as contribuições que os idosos podem dar à comunidade”. Já sobre a Mostra Competitiva ela diz: “a inclusão de pessoas 60+ no audiovisual tem sido uma necessidade cada vez maior em uma sociedade que envelhece dia após dia, e ainda assim nega a velhice. Buscamos compor um mosaico que vai ao encontro dessas questões, abordando também assuntos como sexualidade, tradições culturais, memórias e experiências de vida, convidando o espectador a refletir sobre o envelhecimento e desconstruir preconceitos”. O Idealizador Daniel Gaggini reforça dizendo que “além de dar visibilidade a filmes dentro deste contexto, o objetivo da quarta edição do Festival Cine Inclusão é propor o combate ao etarismo por meio da arte, a interação e o intercâmbio de experiências e conhecimento e debater sobre a importância da arte na inclusão sociocultural da pessoa idosa”.

O Festival Cine Inclusão também oferece transporte gratuito de algumas regiões periféricas para todas as sessões, bem como para a sessão no Cine Favela. Os interessados devem consultar detalhes na programação.

O Festival Cine Inclusão

A primeira edição do Festival aconteceu em 2015 nas Comunidades de Capão Redondo e Cidade Tiradentes, tendo filmes produzidos por associações e/ou entidades que utilizam o cinema como ferramenta de inclusão. Além da exibição de 24 filmes, 60 moradores dessas regiões foram capacitados no fazer cinematográfico, resultando em dois curtas-metragens que foram exibidos no encerramento do evento e, posteriormente, em festivais de cinema nacionais. A sessão de encerramento ocorreu no Cineclube do Memorial da América Latina.

A segunda edição foi realizada em 2017, tendo já a Terceira Idade como tema central, e ocorreu nas Comunidades de Heliópolis e Paraisópolis. Também foram exibidos 24 filmes, e 60 pessoas idosas moradoras locais participaram das oficinas e produziram dois curtas, que foram exibidos no encerramento do Festival e, após, em festivais de cinema nacionais. As sessões de abertura e encerramento foram na Unibes Cultural. Também houve debates e transporte gratuito a todos os interessados.

A terceira edição foi virtual, em outubro de 2022, devido à pandemia. A atriz Ruth de Souza foi a personalidade homenageada no evento. Foram exibidos 25 curtas-metragens nacionais e de países de língua portuguesa, como Portugal e Moçambique, e uma oficina com o tema Desmistificando as Redes Sociais foi oferecida gratuitamente para mais de 80 pessoas 60+.

SERVIÇO / PROGRAMAÇÃO

IV Festival Cine Inclusão
Início: 16 de setembro, sábado, a partir das 10h
Encerramento: 23 de setembro, sábado, a partir das 10h
Programação completa: @cineinclusao ou www.cineinclusao.com.br
Informações: [email protected] e (11) 97605-8684 (só WhatsApp)
Ingressos: Gratuitos. Classificação: Livre.
Acessibilidade: Legenda descritiva (Mostras) e intérprete de Libras (abertura e encerramento).
Transporte gratuito: Verificar na programação.

Total
0
Shares
Prev
FAM 2023 abre inscrições para duas oficinas gratuitas de audiovisual
Card Oficina Ivan Fam2023 E1694528629678

FAM 2023 abre inscrições para duas oficinas gratuitas de audiovisual

Next
Llano, ABC: “La piel más temida”
Alejandrainsta03Comp

Llano, ABC: “La piel más temida”

También te puede interesar