Gravando a promo do “Soul” para a Disney + Pixar em tempos de Covid-19

Por Andressa Cor

A promo do novo filme da Disney + Pixar veio até a mim através de um diretor que eu já tinha trabalhado em alguns projetos anteriormente. A primeira assistente de direção dele perguntou sobre recomendações de Diretores de Fotografia e ele me recomendou. Mandei meu material e a produção, junto com o diretor Johnny Brookbank, gostaram. Assinamos o contrato.

Stills da promo com Trevor Jackson

Não só eu estava muito feliz de fazer a promo para o novo filme da Disney + Pixar, como tudo relativo a esse projeto estava perfeito. Gravamos no começo de dezembro em um estúdio. A Disney é uma das empresas mais rígidas na implementação do protocolo de segurança contra a Covid-19. Fomos todos testados pelo pessoal do laboratório que a Disney contratou especialmente para seus colaboradores no dia que fomos fazer a visita de locação. O teste em si foi o mais profundo que eu já tinha feito até então, e eu fui já testada várias vezes para diferentes projetos durante 2020.

Minha reação quando fiquei sabendo do projeto.

Desenvolvemos a parte criativa da promo durante a pré-producão, que coincidiu de acontecer justamente na semana do Thanksgiving (ação de graças) nos Estados Unidos, então contamos com a ajuda de colaboradores que já tínhamos estabelecido para nos mandar orçamentos e disponibilidade durante o feriado deles.

O “Soul” ainda não havia sido lançado, mas já tínhamos alguns stills que tinham sido divulgados na imprensa. Eu também já tinha lido que a Pixar estava, desde “Inside Out”, procurando reproduzir o tal do “Cooke Look”. Não tive dúvidas que filmaríamos com a Cooke Panchro para a promo ficar o mais próximo do que o estúdio estava fazendo no departamento de animação. No fim, nossa câmera foi a RED Helium com as Cooke Panchros.

Foto de referência.

Meu gaffer, Jacob Abrams, e eu decidimos iluminar com luzes tungstênio (Fresnéis e Pars). Já fazia algum tempo que queríamos voltar a trabalhar mais com as luzes clássicas que aprendemos a iluminar. Adoramos a praticidade dos LEDs, mas concordamos que a textura da pele fica sim mais bonita quando iluminada com as luzes tungstênio. Como teríamos um bom tempo de pré-luz e um estúdio grande, vimos neste projeto a oportunidade perfeita de voltarmos um pouco às nossas origens. A produção também adorou, já que as luzes tungstênio são muito mais baratas do que os LEDs.

Planejamento da construção do set. Cortesia de Dylan Huthcins – Diretor de Arte.

 

 

Mapa de luz.

 

No set os procedimentos rígidos contra a Covid-19 continuaram para a nossa segurança. Tínhamos um oficial da saúde o tempo todo nos observando pra garantir o distanciamento social. Vários dispositivos com álcool gel estavam espalhados pelo estúdio. Três máscaras foram dadas a cada membro da equipe e eles pediam, periodicamente, para que as trocássemos. No momento em que o ator entrou no estúdio, todos colocamos também o face shield. O oficial de saúde me deu o OK para eu tirar o meu face shield no momento de câmera na mão, caso precisasse, mas felizmente não precisou.

Operando com o face shield.

Quando gravamos atores de grande visibilidade, como foi o caso do Trevor Jackson, geralmente não temos muito tempo para fazermos as chamadas. Eles geralmente têm outros compromissos logo depois e estão ali por um período pré-determinado, sem a possibilidade de estender esse tempo. Tivemos um total de cinco horas com o Trevor no set, e isso incluía maquiagem e ensaio (Este é, alias, um tempo muito bom, comparado a outras promos e comerciais com grandes nomes. Em um outro comercial, por exemplo, o Mike Trout nos deu apenas 15 minutos.).

Cliente monitorando o feedback.

Para ter certeza de que vamos conseguir gravar tudo que precisamos dentro do período que nos é dado, sempre planejamos muito e sabemos exatamente que planos vamos gravar. Se for necessário para a aprovação da agência publicitária, em alguns trabalhos temos storyboard para cada plano. Em outros casos, eu vou para a locação dias antes da filmagem com stand-ins para cada ator, tiramos fotos para cada plano e criamos um photo-storyboard, que é aprovado pela agência, e assim sabemos exatamente onde a câmera estará para cada plano, com que lentes e onde os atores estarão. No set, também temos pelo menos dois ensaios com stand-ins antes do ator chegar, com o set já todo iluminado, para que o cliente e a equipe possam ver o mais próximo possível do que irá acontecer no momento da gravação, e fazer quaisquer ajustes enquanto ainda temos tempo para mudra o set, as luzes, o figurino e o que mais for relevante. Também sempre peço bastante cartões de memória para a casa de locação, para que possamos sempre ter cartões disponíveis enquanto os atores estiverem no set, mesmo se precisarmos gravar sem nenhuma pausa e por alguma razão não conseguirmos fazer o download de nenhum cartão.

Monitor no set.

No final do dia, tivemos tudo tão detalhadamente planejado que tivemos tempo de fazer o que precisamos duas vezes, a segunda com mais variações, e ainda pudemos gravar o Trevor Jackson tocando instrumentos de forma mais fluida, com a câmera na mão e improvisando.

Algumas palavras do diretor Johnny Brookbank:

O diretor Johnny Brookbank no set da promo dos Avengers com Chadwich Boseman

“O mundo da Promo exige uma certa fluidez. As programações se condensam inesperadamente e o criativo costuma mudar de última hora. Sempre planejamos tanto quanto possível com o entendimento de que os elementos continuarão a mudar até a chamada de “ação”. É a sua própria marca de produção cinematográfica e o desafia regularmente a pensar de forma rápida e criativa. Colaborar com Andressa e sua equipe foi incrível, especialmente neste estranho mundo baseado em Covid, em que a maioria dos clientes estava presente apenas digitalmente. Ela trabalha com rapidez e eficiência, duas características indispensáveis ​​neste setor. Foi muito divertido resolver problemas criativos e técnicos juntos rapidamente. A produção terminou com o cliente e o talento voltando felizes para casa o que é sempre o maior elogio de todos. É gratificante para a Scratch Creative ter alguém como Andressa em nossa equipe e estamos ansiosos para nossa próxima colaboração. Ela traz um excelente equilíbrio entre profissionalismo criativo, técnica e gentileza para o conjunto”.

Confira o resultado da promo:

Sobre a autora:

O filme de tese de Andressa Cordeiro no AFI,“ Stealth ”(dir por Bennett Lasseter), ganhou o Student Academy Award 2015, uma menção honrosa no 68º Festival de Cannes e vários outros festivais de cinema ao redor do mundo. Em 2016, ela foi selecionada como uma das 6 cineastas do Programa Project Envolve, tornando-a uma das 30 novas vozes do cinema apresentadas pelo Film Independent. Desde então, já realizou diversos projetos que apresentaram o seu trabalho em inúmeros festivais. Ela cresceu no Brasil, obteve seu bacharelado em cinema pela Faculdade de Artes do Paraná, seu bacharelado em gravura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, no Brasil, e seu mestrado em cinematografia pelo American Film Institute, nos Estados Unidos (Alfred P (Bolsa da Sloan Foundation e New Filmmakers Program na Panavision). Alguns de seus clientes incluem Disney, Pixar, Hearst, Esquire, Nissan, Haper’s Bazaar, Ritz Carlton, MLB, Brooks Running, Facebook e Drunk Elephant, entre outras marcas. Andressa também é sócia ativa na Associação Brasileira de Cinematografia.

Topo