Presidentes(as)


Mustapha Barat, Abc

Mustapha Barat, ABC

Diretor de fotografia, presidente da ABC e presidente da IMAGO – International Federation of cinematographers.Estudou Cinema e História no Hunter College, NY; Cinema e Televisão no Center for Media Arts, NY e Fotografia no ICP – International Center of Photography, NY. Iniciou sua carreira em cinema em Roma, como ator do filme La Luna, (1978) de Bernardo Bertolucci, que o convidou também para trabalhar como estagiário de câmera na equipe do Vittorio Storaro, ASC, AIC.

Trabalhou como assistente de câmera durante dez anos e em paralelo, fotografou e operou câmera para TV, entre reportagens e documentários. Em 1989 fotografou seu 1º longa de ficção nos EUA. A diversidade de seus trabalhos cinematográficos incluem o premiado “Umidade” de Duda Gorter (2023), a ficção “O debate” de Caio Blat (2022), O documentário “Bob Dylan: No Direction Home” (2005) de Martin Scorsese.

Com muitas séries, filmes publicitários e uma vasta experiência fotografando shows, DVD’s e vídeoclipes, Mustapha sempre foi um fotógrafo versátil. Trabalhando há mais de duas décadas em sua maior parte no Brasil, e anteriormente nos EUA, França e Itália, onde viveu anteriormente e em grande parte da América Latina..


Tide Borges, ABC

Clotilde Borges Guimarães, de nome artístico Tide Borges, é graduada (1984), mestra (2008) e doutora (2020) em cinema pela Escola de Comunicações de Artes da USP. Desde 1982 trabalha com som para cinema. Fez vários curtas, documentários, filmes para a TV, longas-metragens e séries, como técnica de som direto e como finalizadora de som.

Desde 2010 é professora de som no Curso de Cinema da FAAP/SP. É sócia-fundadora (2000) da Associação Brasileira de Cinematografia, ABC, e participa do grupo + Mulheres Lideranças do Audiovisual Brasileiro..

Tide Borges, Abc

Adrian Teijido, Abc

Adrian Teijido, ABC

Diretor de Fotografia, conhecido por ter fotografado filmes e séries como “O Palhaço”, “A busca”, “Gonzaga de pai para filho”, “Elis”, “Capitu”, “Filhos do Carnaval”, “Órfãos do Eldorado”, “Narcos”, “Sergio”, “Marighella”, “Medida Provisória”, “Narcos México”, “O Jogo da Corrupção” e “O Rio do desejo”.

Recebeu vários prêmios como Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, Prêmio ABC de cinematografia, Tiburon Film Festival, Gramado, Festival de Cinema de Huelva, Tallin Film Festival, entre outros.

Foi presidente da ABC, Associação Brasileira de Cinematografia, de 2016-2017. Atualmente é membro da diretoria. No momento, dirige “DOM” 3a Temporada para a Amazon Prime.


Walter Carvalho, ABC

Fotógrafo, Diretor de Fotografia e Diretor de Cinema e TV. É membro da Academy of Motion Picture Arts and Sciences e ao longo de sua carreira como diretor de fotografia já conquistou mais de 70 prêmios em festivais de cinema nacionais e internacionais, incluindo o Golden Frog no Camerimage 98 pelo filme “Central do Brasil”.

Assinou a direção de fotografia de filmes como “Central do Brasil”, “Lavoura Arcaica”, “O Veneno da Madrugada”, “Amarelo Manga”, “Carandiru”, “O Céu de Suely”, “Madame Satã”, “Abril Despedaçado”, “Janela da Alma”, “A Erva do Rato” e “Redemoinho”, e entre os filmes que dirigiu estão “Um filme de Cinema”, “Raul, o início, o fim e o meio”, “MAM SOS”, “Budapeste”, “Cazuza – O Tempo não Para”, “Janela da Alma” e “Moacir Arte Bruta”.

Na televisão, Walter foi diretor de fotografia de diversas produções da Rede Globo, como “Renascer”, “Rei do Gado”, O Canto da Sereia” e “Amores Roubados”. Além disso, assinou a fotografia e a direção de “Rebu”, “Justiça”, “Os Dias Eram Assim”, “Onde Nascem os Fortes” e da novela “Amor de Mãe”. Publicou os livros “Contrastes Simultâneos” (Editora Cosac Naify), “Fotografia de um filme” (Cosac Naify), “Walter Carvalho, fotógrafo” (Instituto Moreira Salles) e “Territórios”

Walter Carvalho, Abc

Lauro Escorel, Abc

Lauro Escorel, ABC

Dirigiu, os filmes Fotografação e Sonho Sem Fim e os curtas-metragens Improvável Encontro e Libertários. Dirigiu a série para TV Itinerários do olhar e foi co-diretor do filme A Fera na Selva. Foi diretor de fotografia entre outros filmes de S.Bernardo, Toda Nudez será Castigada, Lucio Flávio, Passageiro da Agonia, Batismo de Sangue, Bye Bye Brasil, Jogo Subterrâneo, Brincando nos Campos do Senhor, Chico-Artista Brasileiro.

Nos últimos anos foi responsável pela fotografia de Kobra: auto-retrato, O Pai da Rita e O Lodo. Participa de projetos de restauração de filmes desde 2004. Tendo sido coordenador e supervisor técnico do restauro da obra completa de Leon Hirszman. Trabalhou junto à equipe da Cinemateca Brasileira no restauro de alguns clássicos do nosso cinema; Cabra marcado para morrer de Eduardo Coutinho, Xica da Silva, Os Herdeiros e Chuvas de Verão de Carlos Diegues, Os Fuzis de Ruy Guerra, e Terra em Transe de Glauber Rocha.

Atualmente é consultor técnico do laboratório da Cinemateca Brasileira. Escorel é membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood (AMPAS) e um dos fundadores da Associação Brasileira de Cinematografia (ABC).


Carlos Pacheco, ABC

Formado em Comunicação pela Fundação Armando Álvares Penteado, SP, Brasil.

Iniciou carreira profissional como Assistente de Câmera em 1974 , passando a Diretor de Fotografia em 1980, atuando até hoje no cinema publicitário, documentário, curta e longa-metragem tanto no Brasil como no exterior, com trabalhos realizados na Argentina, Colômbia, Uruguai, USA, Holanda, Espanha, França, Turquia e Portugal, onde residiu entre 1987 e 1990. Em 2009 foi eleito presidente, biênio 2010/2011, da ABC, Associação Brasileira de Cinematografia, atualmente é membro vitalício da Comissão de Ética.

Carlos Pacheco, Abc

Roberto Faissal, Abc

Roberto Faissal, ABC

Diretor de Fotografia especializado em imagens na água. Desde 1981 trabalha com dedicação na produção de fotografia e filmes no mundo aquático e vem atendendo a projetos de documentários, ciência, pesquisa, esportes, publicidade e ficção para o cinema e a televisão brasileira e internacional.

Dentre os mais conhecidos trabalhos estão aberturas de novelas e seriados como: Ilha de Ferro (GLOBOPLAY), Cara e Coroa, Escrito nas Estrelas (TV Globo), Véu de Noiva ( SBT TV), filme O NADADOR para abertura da Paralimpíadas Rio 2016, comerciais para VIVO, Bradesco, Correios, Adidas, Shell, Casas Bahia e Séries como SUBMERSO (GLOBOSAT) além de cenas para longa-metragens como: ELE O BOTO de Walter lima Jr, AMOR, de João Jardim, ENCANTADOS de Tizuka Yamazaki, NINGUÉM ENTRA NINGUÉM SAI de Hsu Chien, e PLUFT de Rosane Svartman.


Lúcio Kodato, ABC

Diretor de fotografia, nasceu em São Paulo em 29 de março de 1947. Começa seus estudos de fotografia em 1969 na ESCOLA ENFOCO, dirigida por CLODE KUBRUSLY.

Inicia sua atuação profissional em 1969 como fotojornalista nos diários O ESTADO DE S. PAULO e JORNAL DA TARDE. Em 1970, prossegue sua formação na área de cinema como assistente de câmera e depois como diretor de fotografia, participando, entre outros, dos Filmes “Cordélia, Cordélia”- Dir. Rodolfo Nanni (1971); “À Flor  Da Pele” – Dir. Francisco Ramalho Jr. (1976); “Os Anos Jk – Uma Trajetória Política” (1980) E “Jango” (1984) – Dir. Silvio Tendler. “Todos Os Corações Do Mundo” – Dir. Murilo Salles (1996); “Canta Maria” – Dir. Francisco Ramalho Jr. (2006); “Maré Nossa História De Amor” – Dir. Lucia Murat (2008); “Nervos De Aço” – Dir. Maurice Capovilla (2016); “O Galã” – Dir. Francisco Ramalho Jr. (2019).

Ganhou diversos prêmios como diretor de fotografia e foi professor em diversas instituições pelo Brasil.

Lúcio Kodato, Abc

Affonso Beato

Affonso Beato, ASC, ABC

Diretor de Ensino da ABC Cursos de Cinema. Pertence à AMPAS – Academy of Motion Picture Arts and Sciences (Oscars), à ASC – American Society of Cinematographers, à ABC – Associação Brasileira de Cinematografia, da qual foi Fundador e Presidente e, nos últimos 14 anos, vem lecionando Cinematografia no Art Center College of Design in Pasadena, CA, onde é Professor Adjunto, reconhecido por Honoris Causa.

Em 2018, foi considerado pela Revista Variety como um dos 10 melhores Instrutores de Cinema dos EUA. Foi Diretor de Assuntos Culturais da extinta EMBRAFILME e primeiro Presidente da extinta Fundação do Cinema Brasileiro. Como Diretor de Fotografia,  trabalhou com Diretores aclamados e premiados internacionalmente como: Pedro Almodóvar – TUDO SOBRE MINHA MÃE, Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, Stephen Frears – A RAINHA , Mike Newell, AMOR EM TEMPO DE CÓLERA , Walter Salles Jr. – ÁGUA NEGRA, Carlos Diegues – DEUS É BRASILEIRO e Glauber Rocha – O DRAGÃO DA MALDADE CONTRA O SANTO GUERREIRO, entre outros 53 longas-metragens


Carlos Ebert, ABC

Fotógrafo, Cinematógrafo, Professor de Cinematografia. Mais de 70 títulos como diretor de fotografia no IMDb. Fundador e primeiro presidente da Associação Brasileira de Cinematografia, professor visitante na ECA – USP, na Pós-graduação em documentário da FGV/ SP, professor e palestrante na Academia Internacional de Cinema de São Paulo.

Professor de cinematografia no B_arco e na ABC Cursos de Cinema. Ministrou oficinas de cinematografia na Spcine, Criador do conteúdo em cinematografia para o Mestrado em Processos Criativos e Gestão da Indústria Cinematográfica da FAAP.

Carlos Ebert, Abc